Bispo Dom Sérgio receberá o título de Cidadão Honorário na sexta-feira

Está definida para a próxima sexta-feira, dia 1º de julho, às 19h, no plenário da Câmara Municipal, a realização da sessão solene para entrega do Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu ao bispo diocesano Dom Sergio de Deus Borges. O ato atende ao Projeto de Decreto Legislativo n° 11/2021, de autoria da vereadora Carol Dedonatti, aprovado por todos os demais vereadores. O título é em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Município.

A vereadora Carol afirmou que o reconhecimento ocorre “diante de todo o trabalho realizado ao longo de sua trajetória. Dom Sergio desempenha a missão sempre com bom senso, capaz de perceber as alegrias, mas também os anseios e as dores de sua comunidade, buscando sempre confortá-los e mostrar a direção correta e segura. Procura ser símbolo de unidade entre as comunidades da diocese e entre a diocese e toda a igreja”.

Em pronunciamento na tribuna, ela destacou que “tornar-se bispo é uma missão que ocorre com uma minoria de sacerdotes. Essa missão confiada a poucos precisa de uma fé sólida e eminente, zelo, piedade com o próximo, reputação exemplar, ter mestrado ou doutorado em áreas teológicas. Esses são alguns dos pré-requisitos”, afirmou a vereadora Carol na sessão que aprovou o projeto de resolução.

 

A vida religiosa de Dom Sérgio

Dom Sérgio foi ordenado sacerdote em 6 de fevereiro de 1993 no Clero da Diocese de Cornélio Procópio, no Norte do Paraná. É licenciado em pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil e tem especialização em gestão do ambiente escolar pela mesma instituição. Fez mestrado em Direito Canônico na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma, e tem especialização em Direito do Matrimonio e da Família, pela Pontifícia Universidade Santa Cruz, de Roma.

Nasceu em Alfredo Wagner-SC, no dia 4 de setembro de 1966. Realizou estudos filosóficos com os Frades Capuchinhos, em Ponta Grossa (PR), e os estudos teológicos no Instituto Teológico Paulo VI, em Londrina (PR).

Quando ordenado sacerdote (em 1993) exerceu as seguintes funções: Pároco da Paróquia São Miguel e São Francisco (1993- 1997); membro do Conselho de Presbíteros e do Colégio de Consultores (1994-1997, 2000-2012); Assessor da Pastoral da Juventude (I 992-1995); Assessor da Pastoral do Dízimo (1995- 1997); Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição (2001-2003); Assessor da Pastoral Familiar na Diocese (2000-2006); Reitor do Seminário Maior São José (2000-2011); Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Jataizinho (2011-2012).

Como sacerdote, exerceu, ainda, as funções de professor de Direito Canônico do Instituto Teológico Paulo VI, de Londrina (2001-2004) e Diretor do mesmo Instituto (2003- 2004); Diretor do Curso de Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Campus de Londrina (2005- 2007), e Professor da mesma Universidade (2005-2012). Coordenador do Mestrado em Direito Canônico do Pontifício Instituto Superior de Direito Canônico do Rio de Janeiro, em Londrina, (2005-2012) e Professor no mesmo Instituto desde 2005.

Também exerceu o cargo de Juiz do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano de Londrina (2001 – 2012); no mesmo Tribunal, foi Vigário Judicial Adjunto (2003- 2006); e Vigário Judicial (2007-2012). Foi, ainda, Presidente da Sociedade Brasileira de Canonistas.

 

Episcopado

Em 27 de junho de 2012, foi nomeado pelo Papa Bento XVI como Bispo Titular de Gergis e Auxiliar de São Paulo ano, recebendo a ordenação episcopal em 18 de agosto do mesmo ano. Sua posse no oficio de Bispo Auxiliar na Arquidiocese aconteceu em 2 de setembro, na Catedral da Sé. Seu lema episcopal e “Por este sinal, vencerás” (Jo 3,14-15).

Na Arquidiocese de São Paulo exerceu as funções de Vigário Episcopal para a Região Santana, Vigário Geral, Moderador do Tribunal Eclesiástico de Primeira Instância da Arquidiocese de São Paulo. Também foi Bispo referencial para a Pastoral Familiar, Pastoral do Dizimo e para a Vida Consagrada na Arquidiocese de São Paulo.

Em São Paulo recebeu o titulo de Cidadão Paulistano no ano de 2016, pelos relevantes serviços na área social na Zona Norte da Cidade de São Paulo, em especial junta aos Presídios e Penitenciárias.

Atualmente, Dom Sérgio lidera a Diocese de Foz do Iguaçu que conta com 28 paróquias distribuídas nos 14 municípios de abrangência. Estas paróquias são organizadas em três áreas pastorais atendidas com o trabalho ministerial de 51 sacerdotes (30 diocesanos e 21 religiosos) e quatro diáconos permanentes.

 

 

 

 

 

 

Elson Marques
EMS Editores

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?