Companhias terão voos extras para atender demanda em Foz do Iguaçu

Pelo menos duas companhias aéreas programaram voos extras para atender a demanda no Aeroporto Internacional Cataratas, de Foz do Iguaçu. A constatação está em planilha da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Na segunda metade de junho, o terminal terá 20 operações diárias entre pousos e decolagens.

A retomada de voos em Foz do Iguaçu foi captada já em abril, de acordo com boletim da Paraná Turismo lançado na última semana, sobre a movimentação nos terminais aeroportuários do Estado, nos primeiros quatro meses do ano. O setor, que teve uma queda brusca com a chegada da pandemia covid-19 (Coronavírus), em março de 2020, começou a dar os primeiros sinais de recuperação.

O boletim, da autarquia de turismo do Governo do Estado, aponta que a queda de movimento nos principais aeroportos do estado devido à pandemia foi maior do que a nacional. O estudo analisa o movimento aéreo entre os meses de janeiro e abril dos anos de 2020 e 2021.

O Brasil apresentou redução de 39% de embarques domésticos e internacionais, enquanto o Paraná teve queda de 51% – de 1,2 milhão para 605 mil embarques, aproximadamente. Em Foz do Iguaçu, a redução chegou a 62%.

A análise da Paraná Turismo destaca, no entanto, que o aeroporto Cataratas, em Foz do Iguaçu, registrou em abril deste ano, dados positivos em relação aos demais meses pesquisados. Enquanto janeiro, fevereiro e março tiveram queda, o quarto mês começou a reaquecer a movimentação de passageiros.

O crescimento é da ordem de 445% em comparação ao mesmo mês do ano anterior. A movimentação em Foz do Iguaçu, após abril de 2020 atingir o menor fluxo da história do terminal (254 passageiros), no mesmo mês em 2021 foram registrados 17.865 embarques.

 

Malha se recompondo

Para o segundo semestre deste ano, a expectativa é das melhores no setor aéreo de Foz do Iguaçu. A informação é do secretário municipal de Turismo, Paulo Angeli, ao lembrar que pelo menos duas companhias (WebJet e Itapemirim) anunciaram operação no terminal Cataratas.

A primeira volta com os dois voos semanais para Santiago (Chile) e a segunda, “já está vendendo a partir de 1º de dezembro”, adiantou Angeli. “A malha aérea já está se recompondo”, afirma o secretário.

De acordo com ele, já é possível cravar que o setor trará bons ventos para Foz do Iguaçu já a partir deste ano. Até antes da pandemia, o aeroporto Cataratas recebia uma média de 30 voos diários (pousos e decolagens). Para junho deste ano, no entanto, algumas empresas já tiveram que programar voos extras para atender a demanda.

O secretário de Turismo se refere a Azul e Latam, que agendaram operações adicionais mais para o final do mês. De acordo com planilha da Infraero, responsável pela administração do terminal, na segunda metade de junho estão previstos 20 operações diárias entre pousos e decolagens no Aeroporto de Foz do Iguaçu.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?