Passagem de ônibus fica mais cara a partir de hoje em Foz

A tarifa do transporte coletivo urbano de Foz do Iguaçu vai passar, a partir desta terça-feira (25), dos atuais R$ 3,95 para R$ 4,10. O reajuste foi autorizado por uma decisão judicial que favoreceu o Consórcio Sorriso, responsável pela operação do serviço na cidade. O prefeito Chico Brasileiro decidiu enfrentar o consórcio e estuda implantar um sistema a ser gerido pelo município.

O reajuste no valor da tarifa ocorre em meio a uma greve dos trabalhadores do transporte coletivo urbano deflagrada no dia 13 de abril. A paralisação foi motivada pela suspensão de cesta básica e a não reposição das perdas com a inflação. As perdas salariais são superiores a 20% de antes da pandemia covid-19, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (SITROFI).

De acordo com a decisão judicial, o novo valor da passagem entra em vigor hoje. Ao desembargador Carlos Mansur Arida, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), as empresas que formam o consórcio alegaram que o reajuste previsto anualmente para ocorrer em setembro, não ocorreu em 2020, devido à pandemia.

“Nota-se que o pleito se resume ao mero cumprimento de obrigação contratual”, diz o despacho de Carlos Arida. Na justificativa, o Consórcio alega que houve redução de usuários no transporte coletivo após a pandemia, o que reduziu também o faturamento das empresas, o que obrigaria a prefeitura a ajudar com aporte financeiro.

A prefeitura disse que não poderia ajudar, pois o contrato não estava sendo respeitado, com as empresas reduzindo o número de veículos nas ruas e também não respeitando os protocolos de segurança para evitar o contágio da covid-19.

 

 

 

GDia

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?