Secretaria de Assistência Social entrega veículo para o projeto Um Chute Para o Futuro

 

O responsável pela Organização Não Governamental (ONG) “Um Chute Para o Futuro”, Ronaldo Cáceres, não vê a hora de ver a van entregue nesta terça-feira (11) pela Secretaria Municipal de Assistência Social ocupada pelas crianças e adolescentes que participam do projeto.

O veículo foi adquirido com recursos de emenda parlamentar destinada pelo deputado federal Aroldo Martins e será utilizado para o transporte das mais de 240 crianças e adolescentes atendidos pelo projeto, tão logo a retomada integral das atividades seja permitida, devido às restrições por conta da pandemia da covid-19. O apoio da Secretaria de Assistência Social, segundo Ronaldo, foi fundamental para o recebimento da van.

“Sabemos de todas as dificuldades burocráticas para esse tipo de aquisição e agradeço muito a toda equipe da Assistência Social pelo empenho em transformar esse sonho em realidade. Agora não vejo a hora de ver essa van cheia de crianças pra cima e pra baixo”, destacou o responsável pela ONG.

As dificuldades burocráticas citadas por Cáceres se referem ao longo período entre a licitação e a entrega do veículo, ocasionadas por dificuldades da concessionária em atender todas as exigências legais da licitação. A van da marca Mercedes-Benz, com capacidade para 15 passageiros, precisou aguardar a liberação de documentação e a confecção de uma chave-reserva para que pudesse ser legalmente aceita e repassada para a instituição.

“Não tenho dúvidas de que esse veículo vai ajudar o projeto Um Chute Para o Futuro a continuar construindo possibilidades de cidadania e de tornar esse mundo um lugar melhor para essas crianças, adolescentes e famílias que estão inseridas nesse projeto”, disse o secretário de Assistência Social, Elias de Souza Oliveira.

 

O projeto

O projeto Um Chute Para o Futuro foi criado pelo professor Ronaldo Cleber Cáceres, em 18 de dezembro de 2005, com 10 crianças no bairro Porto Belo. Foi através do esporte e com muita dedicação que Ronaldo e sua família resgataram várias crianças da rua, fazendo a diferença naquela comunidade. Atualmente, a ONG atende 240 crianças e adolescentes.

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?