Famílias aprovam protocolos de segurança para a volta as aulas na rede municipal

 

Cerca de 300 pessoas, entre servidores da educação e alunos dos primeiros e segundos anos de cinco escolas municipais de Foz do Iguaçu fazem nesta sexta-feira (30) a coleta de exames do tipo RT-PCR para diagnóstico da Covid-19. Os testes foram sugeridos pelo Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 como medida de segurança para o retorno das aulas presenciais, que acontece na segunda-feira (03).

Pela manhã, alunos, professores e equipes pedagógicas das escolas Josinete Holler e Papa João Paulo I realizaram os testes. À tarde, a coleta será feita nas escolas Jardim Naipi, Osvaldo Cruz e Princesa Isabel.

A realização dos testes e todos os protocolos de segurança adotados pela Secretaria de Educação foram elogiados por familiares, que acompanharam as crianças até as escolas. Jéssica Oliveira Campos levou a filha, Belize, de 6 anos, para o exame na Escola Josinete Holler. “Inicialmente eu estava apreensiva com o retorno presencial, mas depois de uma reunião que a escola fez com os pais, informando todos os protocolos, eu fiquei mais tranquila. Todas as medidas e o teste para Covid nos dão mais confiança”, disse.

Karen Graziela Bogarin contou que a filha, Giovana, já entende as medidas de prevenção, como o uso obrigatório da máscara e o distanciamento. Ela acredita que nesta fase em que as crianças estão sendo alfabetizadas a presença do professor em sala de aula é insubstituível. “Precisamos que as crianças voltem para as salas de aula. Minha filha está em fase de alfabetização e o convívio na escola é muito importante. A gente ensinou as novas regras pra ela em casa, sobre como se comportar, e ela se adaptou bem. Esperamos que os professores sejam vacinados o mais breve possível para que todos voltem para a escola”, comentou.

A pequena Heloiza, do segundo ano, também está ansiosa para voltar à escola. A mãe dela, Renata Vieira Martins, afirma que é necessário o retorno presencial. “Estou muito feliz com o retorno. Na forma remota eu tenho muita dificuldade de ensinar, porque eu não fui capacitada pra isso. A volta às salas de aula vai ajudar muito ela”, afirma.

 

Retorno das aulas

A partir de segunda-feira (03), alunos dos primeiros e segundos anos do Ensino Fundamental de cinco escolas municipais retomarão as atividades no modelo híbrido – intercalando as aulas presenciais com o ensino remoto. Esse formato se faz necessário para atender o protocolo de segurança, que prevê apenas 30% da capacidade das salas. Os exames para diagnóstico da Covid serão feitos na próxima sexta-feira (07) com os demais alunos que iniciarão as aulas no dia 10. Os servidores farão novos testes em quinze dias.

A secretária da educação, Maria Justina da Silva, lembrou que a Secretaria de Saúde irá manter o monitoramento nas escolas. “Além dos protocolos que estão sendo seguidos, a equipe técnica da saúde acompanhará este processo e, a partir dessas avaliações, será possível definir pelo retorno das demais escolas. Estamos seguindo todas as normas de segurança para o melhor retorno possível”, afirmou.

A secretária de saúde, Rosa Maria Jerônymo acompanhou a testagem e comentou sobre a importância deste processo. “O prejuízo pedagógico para essas crianças é muito forte e é importante que a gente retome, aos poucos, e reaprendendo a conviver”. Sobre a vacinação para os professores, Rosa lembrou que a categoria de trabalhadores da educação será imunizada após as pessoas com comorbidades.

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?