Período integral começa na segunda-feira na Escola Municipal Parigot de Souza

A Prefeitura de Foz do Iguaçu dará início, na próxima segunda-feira (7) ao ensino em período integral na Escola Parigot de Souza, região central da cidade.

O projeto-piloto começará nessa instituição, que atende 178 alunos, e se estenderá para a Escola Gabriela Mistral, no Jardim Lancaster, assim que as obras forem concluídas. Na unidade, estudam outras 264 crianças.

Além da grade curricular, os estudantes terão aulas de inglês e espanhol, atividades de educação ambiental, desenvolvimento sustentável, economia solidária, educação financeira, comunicação, uso de mídias e cultura digital. Parcerias com a Fundação Cultural também estão sendo firmadas para a oferta de aulas de teatro, música, dança, capoeira, violão e outras.

“O período integral é uma grande conquista para a educação pública de Foz do Iguaçu. É um projeto que amplia as possibilidades de conhecimento das nossas crianças e contribui para que tenhamos uma sociedade melhor”, afirma o prefeito Chico Brasileiro.

Diretor da escola Parigot, Jair Carlos Agostini afirma que os pais estão ansiosos por esse momento. “É o anseio de toda a comunidade, porque a maioria dos pais trabalha o dia todo e a escola é um porto seguro e de aprendizagem para os filhos”, disse.

Michele Aquino, mãe do estudante Luiz Eduardo, do 4º ano, comemorou a implantação do período integral na escola. “A pandemia trouxe prejuízos enormes pra gente. Eu fiquei sem trabalhar por mais de dois anos para ficar com meus dois filhos em casa e o Luiz teve atrasos no aprendizado. Ele estava no 2º ano quando as aulas foram paralisadas, estava aprendendo a ler e a escrever. Foi um grande impacto para os estudos, e agora com o período integral será um reforço importante”, comentou.

O período integral atende a Meta 6 do Plano Nacional e do Plano Municipal de Educação e prevê a implementação de forma gradativa nas demais escolas e Cmeis do município.

Cmeis

Além das duas escolas, haverá uma ampliação do período integral nos Cmeis (Centro Municipal de Educação Infantil), que já atendem crianças de 6 meses a 3 anos e passarão a atender os pequenos de 4 e 5 anos. A ampliação do integral começará pelos centros de educação Onira Caprini (São Roque), Vanderli Moreira (Porto Meira) e Ramona Rodrigues Dotto (Centro).

O currículo da educação infantil não é dividido por disciplinas e sim por Campos de experiências, como O Outro, o eu e o nós; Corpo, gestos e movimentos; Traços, sons, cores e formas; Escuta, fala, pensamento e imaginação e Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações, que serão organizados para contemplar o atendimento integral dessas turmas. A proposta é que a cada ano, duas novas unidades sejam integradas ao modelo pedagógico.

Integral

A Prefeitura de Foz do Iguaçu implantou o período integral nos Cmeis ainda em 2017. Na época, a gestão inaugurou o Cmei Rubem Alves, no Jardim São Paulo, primeiro polo de atendimento integral do município, passando a atender 200 crianças. Hoje são 2.141 crianças atendidas em período integral nos 34 dos 41 centros em funcionamento.

 

 

 

 

Assessoria

Facebook
Google+
Twitter
× Como posso te ajudar?